Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

A Paixão

Há dias em que morre um pouco de nós.
Qual é a lógica de ver arrancar pela raiz um rebento de uma rosa!? Será porque se adivinham os espinhos que devemos acabar com o que podia vir a ser uma bela flor!?
As coisas mais belas deviam poder ser vividas sem olhar ao que as rodeia. Independentemente do cenário. Mas uma rosa na Musgueira, não é igual à mesma flor no jardim botânico.

Poderemos chamar desencontro, às situações em que as circunstancias são completamente desfavoráveis?
Sinto que o nosso melhor não chega, é preciso uma conjugação astral, uma vontade divina, uma série de coincidências que nos ajudem a concretizar o que sabemos querer.

A vida é feita de escolhas, é mesmo uma sucessão delas. Somos hoje o resultado de todas as nossas escolhas e tenho a perfeita consciência de nem sempre ter feito as melhores.

Só ficou a tristeza, o desânimo, o desalento e, sobretudo, a sensação de injustiça.

 


publicado por BigJoao às 05:18
link do post | Comentar retratos | comentários aos retratos (1) | favorito

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A Paixão

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds