Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Árabe

Tenho novidades.

Dentro de mim deu-se um clique e devo ter considerado que já me desenrascava o suficiente em francês para abraçar uma nova língua (que imagem... :)). :) Comecei a aprender árabe!!! :) :) :) :)

Devo confessar que não é nada fácil, sobretudo dá cabo da garganta. Existem sons de todo o tipo, como por exemplo aqueles tipo princípio de vómito que é preciso fazer, ou os outros muito arranhados, feitos já depois das cordas vocais!!!! :) Basicamente, tenho-me divertido!

Já consigo pedir dois cafés, "Zutch Káhoa"!!!! :)
Já consigo dizer que não há problema, "Makash MuskHill"!!!!
Tudo bem? "Labesss"!?
Não, "Lá lá". :)
Sim, "Hé" (para as mulheres), "Naámen" (para os homens).
Muito, "Bzeéff".
Carro, "Tómobill".
Casa, "Daar". Esta já sabia.
Lua, "Kámra"
Pássaro, "Záúch"
Muitos Pássaros, "Zuáúch Bzéeff".
Negro, "Kahale"
Homem "ARage", Homens "Arrgélll"
etc...

Sobretudo está a ser muito animado, porque todos os dias aprendo duas palavras no caminho. Estamos fartos de rir com as minhas tentativas de falar árabe. Devo soar como um alemão a tentar falar português.
Tenho um truque espectacular. Para me lembrar gravo estas conversas no carro, um destes dias tenho que deixar aqui o som, é só rir!!! :) :)
Acho que vou fazer um dicionário sonoro. :)


publicado por BigJoao às 01:01
link do post | Comentar retratos | favorito
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

O trabalhinho

Esta coisa de trabalhar com culturas diferentes tem um "je ne sais quoi" de entusiasmante e enriquecedor. Lá estou eu com o francês, sou mesmo um novo rico linguístico. Não resisto a exibir os conhecimentos adquiridos recentemente. :)

O que quero partilhar é que em termos de trabalho, a coisa tem estado a correr +/-, em termos de relações humanas tem sido muito bom.
Deram-me uns miúdos acabados de sair da faculdade para trabalhar comigo. Comecei a ensinar-lhes como se trabalha e eles estão a gostar, sentem que estão a ganhar "poder"!!!! :) :) :)
Todos os dias me trazem chocolates, uma vez exigiram pagar-me o almoço, trouxeram-me um cheche e um chapéu de Imã, etc.

Já cantaram os parabéns ao telefone em árabe, já fizeram de tudo.
Trabalhamos que nem cães! Estamos a fazer as coisas, a documentar, a registar e eles estão claramente a adorar. Isto vai lá. Com paciência mas vai. Sempre que têm problemas dizem que foi o português que mandou!!! he he he É que existe o Lawrence da Arábia e existo eu. ah ah ah.


Aqui fica um momento de alegria no trabalho!!! he he he

Acho que vou sentir saudades deles quando isto acabar. :) No último fim de semana quiseram levar-me às montanhas, depois fomos a casa de um deles. A mãe fez questão de nos receber com chá e bolos, tive que me descalçar (coitados :) ) e no final a senhora ofereceu-me um pote com doce feito por ela. É daqueles dias que não vou esquecer.


publicado por BigJoao às 02:58
link do post | Comentar retratos | comentários aos retratos (1) | favorito
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

Le Chameau

Meus amigos... pelas centenas de cartas, postais e post'its que recebi, pareceu-me que já estranhavam a minha ausência! :)

Devo dizer-vos que tenho tido dos dias mais animados do último ano. :) Desde ocorrências com camelos, a cenas de "praticamente" pugilato, de tudo se tem visto, por esta terra em que Alá deposita tanta esperança. Vou contar algumas, mas em estilo telegráfico para não maçar. :)

Fim de tarde. Na viagem trabalho-hotel aproveito para dormir. O motorista (o porreiraço) acorda-me e diz-me que estão ali camelos e eu tinha-lhe dito que gostava de ver. Pergunto se não há problema e aí vamos os dois, comigo à frente a dizer mal da vida por logo nesse dia ter esquecido a máquina fotográfica. Os "chameau" ali e eu a ter de usar o telemóvel... começo a fotografar, já ia na terceira quando começo a ouvir uns gritos "sauve toi!!", oh diabo!!! O camelo corria na minha direcção e vinha ligeirinho!!!! A partir daqui as versões dividem-se... ele diz que eu tropecei e até andei de quatro patas :) :), eu não me lembro disso. Lembro sim, de ele ter caído uma primeira vez, e uma segunda quando o alcancei. Parei solidário e virei-me para enfrentar o animal!!! Felizmente o bicho já estava a parar, tenho a certeza que estava a rir-se!! :)

Viemos no carro a rir até chegar ao hotel, enquanto ele dizia "C'est pas possible!!! C'est un souvage ce chameau"!!! O que nós rimos, não tem explicação.


Aqui está o animal já em plena carga e eu feito parvo, sem me aperceber e a olhar para o telemóvel! Ah ah ah.

A cena de quase pugilato vai ter de ficar para outra altura. :)

PS: Boa notícia, finalmente consegui internet no trabalho. Não vou ter tempo para postar, mas... nunca se sabe quando é que apetece.


publicado por BigJoao às 03:14
link do post | Comentar retratos | comentários aos retratos (1) | favorito
Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Concha Buika - Culpa Mia

Mientras no haya sol
Que ilumine el cielo
Solo las estrellas
En el firmamento
Mientras sea de noche
Y no llegue el día
Nada que ilumine
Esta pena mía

Esta pena mía
Corazoncillo loco
Que mata mi alma
Tan poquito a poco
Y me quita el sueño
Nunca me ha dolido tanto
Este sufrimiento que me está matando

Como llovía
La tarde en que te fuiste
Todavía pensando en ti
Me pongo triste

Te fuiste para siempre
Y siempre al recordarte
Considero que fue todo culpa mía
Cuando tú hablabas
Yo sin contestarte
Casi todo aquel silencio culpa mía

Culpa mía las llamadas sin respuesta
Culpa mía nuestra puerta demasiado abierta
Yo te he entregado mi alma sin pensarlo
Culpa mía es el dolor que estoy pasando

Como llovía
La tarde en que te fuiste
Todavía pensando en ti
Me pongo triste

La primera luna
De la primera noche
Bailamos sin parar por culpa mía
Alguna sonrisa
Casi todas las canciones
Y la tarde junto al mar fue culpa mía

Culpa mía los recuerdos que nos quedan
Culpa mía cuando te espere despierta
Yo te he entregado mi alma sin pensarlo
Culpa mía es el dolor que estoy pasando

Culpa mía las llamadas sin respuesta
Culpa mía nuestra puerta demasiado abierta
Yo te he entregado mi alma sin pensarlo
Culpa mía es el dolor que estoy pasando

Como llovía
La tarde en la que te fuiste
Ay todavía pensando en ti
Me pongo triste.

 


publicado por BigJoao às 15:56
link do post | Comentar retratos | favorito

Concha Buika

Desde que el agua es libre

Libre entre manantiales,

vive Jazmines han llorado

Yo no comprendo

Como en tus ojos niña

Solo hay desierto

 

Hermosa era la tarde

Cuando entre los olivos,

Nadie vio como yo a ti te quise

Como te quiero

Hoy los olivos duermen

Y yo no duermo

 

No habrá nadie en el mundo

Que cure la herida

Que dejó tu orgullo

 

Yo no comprendo

Que tú me lastimes con todo,

Con todo el amor

Que me diste

 

Pa´ cuando tú volvieras

Pensé cantarte coplas viejas

De esas que hablan de amores y de sufrimiento.

 

Cuando tú vuelvas niña

Te como a besos

 

Y volaremos alto

Dónde las nubes van despacio

Despacio va mi boca

Sobre tu cuerpo tan lento que seguro se para el tiempo.

 

No habrá nadie en el mundo

Que cure la herida

Que dejó tu orgullo

 


publicado por BigJoao às 13:42
link do post | Comentar retratos | favorito
Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

Os teus inimigos

Hoje li:

"Que as pulgas de mil camelos infestem o rabo de quem te quer mal"

É uma frase poderosa!
Isto é que é ser amigo de alguém! :)


publicado por BigJoao às 20:49
link do post | Comentar retratos | favorito
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Os Inadaptados

Pois, o título é um vil e descarado plágio do livro do Arthur Miller .

Este é o post dedicado aos emocionalmente inadaptados, pessoas (como eu?) que não sabem distinguir nem dar o devido nome à emoções que sentem ou que observam.
Imagine que não possui essa competência humana, que as únicas emoções que realmente reconhece são a paixão e o ódio e, que todas as outras (a ternura, o amor, a inveja, a compaixão, etc.), não passam de cinzentos numa escala do preto ao branco. Mais tarde, passado o calor do momento, quando nos dizem, "aquilo foi azul", conseguimos identificar o azul que lá há, mas já pode ser tarde demais.
Como fazer para não transformar a vida num tubo de ensaio? Como reconhecer imediatamente o que para os outros parece ser instantâneo? Sem reconhecer a emoção do outro, não existe reacção adequada.

Uma pessoa assim pode fazer estragos. Somos verdadeiros "snipers" emocionais, elefantes em loja de porcelanas, quando tentamos lidar com os estímulos exteriores. Alguém está invejoso e nós espicaçamos ainda mais; se alguém nos trata de forma afectuosa, somos duros em resposta a uma suposta "inveja"...

Quero um manual, as instruções da vida emocional, um curso de orientação!!! Esta guerra está a provocar demasiadas baixas. Como todas as guerras, esta também é injusta. Parece que perdi o controlo da minha vida, do que provoco nos outros, do que sinto nos outros.
Era muito bom conseguir dizer, o Zé ficou triste comigo, ou a Raquel amuou, em vez de classificar as coisas em grau de chateação. O Zé está chateado, a Raquel está chateada. O que é isso de estar chateado? É estar aborrecido, amuado, triste, revoltado, zangado, mal disposto!?
Não sei.
Vejo a vida entre o chateado e o contente.

Para contornar esta nossa limitação, somos muito racionais. Reforçamos de racionalidade as nossas defesas e tornamos o forte inexpugnável. Defesa inglória de nós mesmos.

Um coxo, é como me sinto. Olho para baixo e as pernas estão lá, têm tudo para funcionar mas não funcionam como devem, nem com a ligeireza com que deviam.




PS: Este post foi escrito num determinado contexto, aflige-me o sofrimento, seja ele qual for e de quem for, inclusive o meu.
Estar vivo é um risco, não posso responsabilizar-me por riscos que alguém se predispôs a correr de livre vontade. Cada vez que nos envolvemos com alguém, corremos riscos. Por vezes magoamos, outras vezes somos magoados.
Sou como sou. Talvez este blog seja um pouco exagerado, característica que faz parte de mim. Quando alguém se envolve, leva o pacote, com tudo o que tem de bom e de mau.


publicado por BigJoao às 18:10
link do post | Comentar retratos | comentários aos retratos (1) | favorito
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Abraços

Gosto de abraços! São genuínos e transmitem sempre, tanto o teu estado de espírito como o de quem te abraça. Revelam o teor da relação! :) Vamos abraçar!!! :) Só pode fazer bem!


publicado por BigJoao às 00:47
link do post | Comentar retratos | favorito
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Animem-se

E se um dia te sentires excluído, mal tratado, abatido, deprimido, amargurado, aviltado, lembra-te que em tempos foste O primeiro entre milhões de espermatezóides a chegar ao óvulo. :)


publicado por BigJoao às 12:25
link do post | Comentar retratos | favorito

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.posts recentes

. O retorno

. Linhas

. Que estranho...

. Crescemos

. Amizade

. Pensa em mim

. Caiu

. Aprender

. A amizade

. As Mulheres

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds