Sábado, 20 de Março de 2010

O barómetro

Antes mesmo de articular qualquer palavra já os olhos o traíam. A visão dela, da sua energia, das suas formas, do seu sorriso contagiante deixou-o "desmontado". Quis agarrá-la, beijá-la, sentir os seus lábios tão "beijáveis" e ela deixou... deixou-se levar pela sensação fechando levemente as pálpebras, na festa dos sentidos.
Não só deixou como quis!

Se houvesse um barómetro para medir estados de alma, o seu estaria nos píncaros.

O problema nunca foi o que teve, mas sim o que não tem nem pode ter. A vida troca-nos as tintas.


publicado por BigJoao às 20:12
link do post | Comentar retratos | favorito
1 comentário:
De Magy a 6 de Julho de 2010 às 12:59
Ou nós trocamos as tintas à vida! hehehe


Comentar retrato

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.posts recentes

. A garrafa

. Amei

. Voo razante

. Dias sempre iguais

. O mundo mudou

. Acorda Portugal

. A elevação

. e tu?

. O retorno

. A sentença

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds