Terça-feira, 2 de Março de 2010

O beijo

Não cheguei a sair daí.
É de noite,
estou naquele muro onde te tirei a fotografia,
enquanto falavas ao telefone com o teu vestidinho azul escuro .

Posso dar-te a mão,
cingir-te a cintura enquanto sinto o teu cheiro,
enquanto te toco o pescoço com os lábios,
enquanto falas ao telemóvel e admiras as tuas botas,
enquanto verificas novamente se a presilha das botas está no furo certo.
Admiras distraída a água do Douro a fluir,
a correr para a Foz,
num murmúrio de água que se amontoa enquanto roça a margem.
Um bater de asas nocturnas,
uma gaivota estremunhada.
Ao fundo as luzes da serra do pilar,
um ruído do vento a bater na roupa a secar,
um carro que passa na outra margem, no cais de gaia,
o som dos nossos passos
o teu toque
o teu olhar
a tua boca
os teus lábios entreabertos,
um beijo que se adivinha
o beijo inadiável
a urgência desse beijo
os corpos num desejo de fusão
o beijo já ansioso
.....
explode


Pedro Abrunhosa - Eu não sei quem te perdeu


publicado por BigJoao às 00:59
link do post | Comentar retratos | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 9 de Novembro de 2010 às 22:48
EU!!


De BigJoao a 29 de Março de 2011 às 14:51
Sim, és tu.
:-)


Comentar retrato

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A garrafa

. Amei

. Voo razante

. Dias sempre iguais

. O mundo mudou

. Acorda Portugal

. A elevação

. e tu?

. O retorno

. A sentença

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds