Domingo, 8 de Novembro de 2009

Santo Ovídio

Os sons flutuaram estranhamente no ar, em volteios de cavaleiro ausente. Chove copiosamente e a visão reduz-se, compensada pelos aromas e sons mais distintos.

 

 

 

 

A distância reduziu-se a um milímetro mal medido e uniu almas num abraço sôfrego. O beijo confirma a expectativa mas não reduz a adrenalina nem a paixão. O Santo não tem memória de tal sintonia de harmonia electrizante. Nem a água que escorre cabelos abaixo, pele abaixo, que se sente entrar pelas golas em gotas grossas, esconder-se nas costas, se lembra de incomodar, se lembra de arrefecer os ânimos. O imparável, o indomável, o incontrolável e saboroso beijo acaba interrompido pelo trânsito.
"Cena de filme", diz uma voz enquanto mordisca o lábio inferior... "nunca me aconteceu", diz outro actor no fundo da tasca... "não me digas!?!?"; investe o bêbado junto ao balcão, agarrado ao vício... "Será que isso existe!?!?" questiona a Dona Balbina enquanto limpa um copo a um pano aos quadrados.

Não sei se existe, mas é uma história divina.


publicado por BigJoao às 00:08
link do post | Comentar retratos | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 15 de Janeiro de 2012 às 10:07
Existe e é uma história divina!
أحبك


Comentar retrato

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A garrafa

. Amei

. Voo razante

. Dias sempre iguais

. O mundo mudou

. Acorda Portugal

. A elevação

. e tu?

. O retorno

. A sentença

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds