Domingo, 30 de Novembro de 2008

Al-Jazaïr - O fascinante trânsito local

Hoje tive um pesadelo, acordei a meio da noite a imaginar que estava a conduzir no meio do trânsito em Alger. :)

Ontem sábado decidimos ir às compras à Baixa de Alger, o motorista já nos tinha avisado que é impossível estacionar. Lá fomos no carro alugado, seguindo a lógica que quem não arrisca nunca vai ser feliz! :)
A Baixa de Alger é composta por uma série de edifícios coloniais brancos de portadas azuis, muito bonitos e completamente degradados, com o tipo de comércio que me lembro existir em Portugal nos anos 80. Nada de marcas nem centros comerciais, as lojas só se distinguem pela criatividade do seu dono e, sobretudo, imenso comércio. Se me lembrar do comércio lisboeta, tão saturado das Mangos, Zaras, Pull & Dear, etc, até dá vontade de cantar "Ó tempo volta para trás", sentar-me na soleira de uma qualquer porta e chorar. Em que porcaria nos transformámos!? :)

No caminho demos com um engarrafamento anormal para um sábado, eram 6 carros completamente destruídos num acidente. Quando digo destruídos, refiro-me ao facto de não se reconhecerem as marcas de pelo menos 2 deles!
Palavra de motorista argelino é lei e foi o que confirmámos. Demos com uma autêntica máfia de arrumadores montada, com o recurso a caixotes do lixo e a informadores nas esquinas. Os nossos são autênticos bebés na arte de sacar trocos. Como bons tugas que somos, encontrámos o nosso próprio lugar e deixámos a máfia para os outros, tirando partido de uma zona de fronteira territorial entre arrumadores. he he he

Como já estão cansados de tanta conversa, vou-vos mostrar do que falo. Eis aqui três fotos em que se conseguem vários exemplos de condução exótica. :) Condução na faixa de paragem, atravessar a zebra, etc.


Sexta à noite fomos jantar no carro alugado, vimos de tudo. Desde 5 pessoas a travessar a correr uma auto-estrada tipo 2ª circular ou VCI, falamos de uma via onde os automóveis andam a 160Km/h, e lá iam eles zigue-zagueando entre os carros!!!! Mais à frente, circulávamos na faixa mais lentas das três, entra um carro de um acesso que, sem sequer tentar saber se a faixa está ocupada, se lança para cima de nós. O meu colega que conduzia, agastou-se e achou que era tempo de o disciplinar!! Aí começou uma autêntica perseguição à hollywood que terminou quando o ultrapassámos, aparentemente este facto trouxe-lhe uma vitória moral sobre o meliante! Que parvoíce! :) :)

Aqui fica mais uma foto daquelas que não posso tirar... é um desses edifícios coloniais.


publicado por BigJoao às 20:32
link do post | Comentar retratos | favorito

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A garrafa

. Amei

. Voo razante

. Dias sempre iguais

. O mundo mudou

. Acorda Portugal

. A elevação

. e tu?

. O retorno

. A sentença

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds