Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

Recordações

Já passaram 17 dias e 40 minutos.
Só ficaram as recordações, as boas, as menos boas e o teu exemplo de vida. A tua coragem até ao fim. O pensares nos outros mesmo quando visivelmente sofrias os horrores do mal que te consumiu. "Está tudo bem" dizias agonizante, "está tudo bem", enquanto o fôlego te fugia. Traído pelo corpo que te abrigou o espírito durante anos. Não suspeitava que o ser humano fosse tão resistente. Aflige-me o sofrimento por que passaste, tão injusto, tão inútil e inglório.

A mãe anda a resolver assuntos, mantendo-se ocupada para não pensar, para se distanciar das noites silenciosas que agora vive. Nem se lembra como era a vida sem a tua presença. Tentamos arranjar-lhe programas todas as noites, rodea-la com os netos, mas fazes-lhe falta, fazes-nos falta.
Continuo a tentar racionalizar e pensar que o normal é os pais irem antes dos filhos, mas isso não me diminui a dor, o sofrimento, a sensação de perda.
Gosto de ti Pai.


publicado por BigJoao às 04:05
link do post | Comentar retratos | favorito

.mais sobre o Big

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A garrafa

. Amei

. Voo razante

. Dias sempre iguais

. O mundo mudou

. Acorda Portugal

. A elevação

. e tu?

. O retorno

. A sentença

.Posts do tempo da Maria Cachuxa

.tags

. todas as tags

.Links

.Contador

SAPO Blogs

.subscrever feeds